Buscar
  • @geografia_da_paraiba

Chuvas no Sertão provocam colapso de barragem. Previsão é de mais precipitações nos próximos dias.

Parte da barragem de um açude em sítio na cidade de Carrapateira, no Sertão paraibano, rompeu na manhã desta segunda-feira (26). Segundo informações dos moradores, as chuvas que caíram no Sertão causaram o rompimento da barragem que faz parte da bacia do Alto Curso do Rio Piranhas. De acordo com a Agência Executiva de Gestão de Águas da Paraíba (Aesa), foram registradas chuvas significativas na região.


De acordo com levantamento feito pela Aesa, até esta segunda-feira (26), apenas dois reservatórios monitorados haviam chegado ou superado 100% da capacidade (sangraram): o São José II em Monteiro e o Olho D’Água na cidade de Mari. Ainda conforme relatório da Aesa, 34 açudes estão com mais de 20% do seu volume máximo, 35 reservatórios estão com menos de 20%, mas com mais de 5% da capacidade. Por fim, 56 mananciais estão em estado crítico, com menos de 5% do volume máximo.

Barragem rompeu com chuvas na manhã desta segunda-feira no Sertão da Paraíba


(Foto: Gilberto Angelo/Arquivo Pessoal).


O açude Epitácio Pessoa, conhecido popularmente como Boqueirão, localizado no Cariri Paraibano, subiu 44 centímetros nos últimos três dias e atingiu a marca de 11,82% do seu volume total. A recarga ocorreu entre o sábado (24) até a manhã desta segunda-feira (26). Segundo a Aesa, o aumento do volume corresponde a de 3,6 milhões de metros cúbicos de água.


Fevereiro é o início do período chuvoso em quase toda a Paraíba, exceto na região leste do estado. Os últimos 7 anos foram marcados por chuvas abaixo da média, provocando longos períodos de estiagem em virtude da combinação de fatores climáticos como o El Niño, que é o aquecimento da água do Oceano Pacífico, além das poucas ocasiões em que a ZCIT, sistema atmosférico que mais provoca chuvas no semiárido, se localizou abaixo do Equador.

105 visualizações0 comentário