Buscar
  • @geografia_da_paraiba

Após 6 semanas de monitoramento, PB registra 543 casos de COVID-19 e 50 óbitos. Confira levantamento


Sexta semana foi de 298 novos registros de COVID-19. O aumento é progressivo e, se continuarmos a avançar nos registros, poderemos ter mais de 600 novos casos nesta semana e, assim, passar dos 1.000 casos da nova doença. Caso a taxa de mortalidade seja mantida, poderemos passar dos 100 óbitos.


Sexta semana de monitoramento do COVID-19 na Paraíba tem 298 novos casos. Fonte: Secretaria de Estado da Saúde (Paraíba, 2020).

A Paraíba é um dos estados nordestinos com os menores registros de COVID-19: está entre os 3 últimos dentre os 9 estados da região, ao lado de Piauí e Sergipe. Mesmo assim, não podemos deixar de registrar que são 543 pessoas acometidas pela doença no estado e que, dentre as tais, 50 pessoas foram a óbito, seja por complicações de doenças pré-existentes, seja por complicações da própria COVID-19. Confira a seguir alguns pontos de análise da doença na Paraíba.


PERFIL DOS MORTOS


Até agora, 50 pessoas morreram em decorrência da COVID-19 na Paraíba: são 28 homens (56%) e 22 mulheres (44). Dentre os homens, 57% dos óbitos foram de idosos (pessoas maiores de 60 anos), enquanto que 29% tinha de 40 a 60 anos e, por fim, 14% tinha de 20 a 40 anos. Já dentre as mulheres, o percentual de idosas que faleceram é maior: 77% das mulheres que morreram, tinham mais de 60 anos, enquanto que 14% tinham de 40 a 60 anos, 4% de 20 a 40 anos e 5% de 0 a 20 anos.


No geral, a maioria dos mortos por COVID-19 na Paraíba é composta por idosos: 66%, ou dois terços da quantidade geral. Por outro lado, 22% dos mortos tinham entre 40 e 60 anos, 10% tinham entre 20 e 40 anos, e 2%, de 0 a 20 anos. Tais dados reforçam a afirmação geral das autoridades em saúde de que não morrem apenas idosos por conta da nova doença.


Confira os gráficos com as proporções dos óbitos por faixa etária e sexo.


Gráficos de faixa etária dos óbitos, por sexo e geral. Fonte: Secretaria de Estado da Saúde (Paraíba, 2020).

INTERIORIZAÇÃO DA COVID-19


O início da pandemia de COVID-19 na Paraíba se concentrou na cidade de João Pessoa, mas rapidamente a nova doença se alastrou pelo estado. Em uma análise percentual, o menor índice de interiorização da doença ocorreu no dia 12 de abril, quando apenas 22,5% dos casos estavam registrados fora da capital paraibana. A partir deste dia, os registros de casos no interior paraibano subiram dia após dia, com poucas interrupções desta tendência, alcançando a maior proporção no dia 25 de abril, quando 37,3% dos casos registraram-se fora de João Pessoa.


Trata-se de um aumento substancial, de 14,8 pontos percentuais, que comprova o avanço da COVID-19 no interior paraibano. Até ontem, 38 municípios paraibanos, distribuídos em todas as regiões, já possuíam registro da doença.


Confira abaixo o gráfico abaixo que mostra a evolução da proporção de casos fora do território de João Pessoa.


Gráficos de porcentagem dos casos de COVID-19 que ocorrem no interior do estado da Paraíba. Fonte: Secretaria de Estado da Saúde (Paraíba, 2020).

TAXAS DE INCIDÊNCIA DA COVID-19 NOS MUNICÍPIOS


O estudo epidemiológico por meio das taxas é uma das respostas mais eficazes para se aferir a intensidade de um fenômeno de saúde pública em um determinado espaço geográfico. Populações maiores tendem a apresentar maiores registros de incidência para que uma taxa seja alta. O contrário ocorre em locais com população menor, onde cada caso registrado tem uma resposta considerável na taxa. Tal situação ocorre nitidamente quando calculamos a taxa de incidência da COVID-19 nos municípios paraibanos.


A taxa foi calculada para 1 caso a cada 10.000 habitantes. Sendo assim, cidades com populações menores, a exemplo de Coxixola, cada caso registrado significa um incremento bastante considerável na taxa. No caso de João Pessoa, cidade mais populosa do estado com mais de 800 mil habitantes, os mais de 300 casos de COVID-19 ainda não foram suficientes para ser a cidade com a maior taxa da Paraíba. Confira a seguir o mapa com as taxas para todos os municípios, bem como, a lista de municípios com suas respectivas taxas.


Mata de incidência do COVID-19 na Paraíba: taxa de 1:10.000 (um por dez mil). Fonte: Secretaria de Estado da Saúde (Paraíba, 2020).


As taxas mais elevadas, ou seja, aquelas que ocorrem acima de 2,0, ocorrem, principalmente, na região Metropolitana de João Pessoa e em regiões pontuais do estado. Destaca-se a taxa de incidência em Coxixola, município do Cariri Paraibano, que apresenta taxa de 5,21 ocorrências a cada 10.000 habitantes. Tal taxa elevada ocorre porque, embora o município tenha apresentado apenas um caso confirmado de COVID-19, a população é de apenas 1,9 mil habitantes.


Gostou do nosso levantamento sobre o COVID-19? Tem sugestões?

Então segue a gente no Instagram e dá um feedback! Clique aqui!

84 visualizações0 comentário