Buscar
  • @geografia_da_paraiba

Paraíba tem o janeiro mais chuvoso desde 2016. Confira análise da #GeoPB

Sertão e Litoral se destacam como as regiões com os maiores totais pluviométricos no mês.


Mapa de espacialização das chuvas em janeiro de 2022.


A Paraíba teve um janeiro com maiores registros pluviométricos desde o ano de 2016. Os totais passaram dos 300 mm em todos os dez maiores registros municipais, com destaque para Marizópolis, com 389,7, Sousa, com 354,6 mm e Condado, com 345,7 mm. Sendo assim, os registros ocorreram em patamares bem acima do esperado.



De acordo com a dinâmica climática apresentada na região durante o mês, foram observados os sistemas da Zona de Convergência Intertropical - ZCIT, Vórtice Ciclônico de Altos Níveis - VCAN e cavados em atuação, provocando chuvas torrenciais, principalmente na região do Sertão e em pontos isolados do Agreste e da região litorânea.



Para os próximos meses, espera-se que continue com registros pluviométricos acima da média, pois continuamos no período de atuação dos sistemas mencionados. Além disso, tem-se fatores favoráveis como o fenômeno La Niña, atuando na região do Oceano Pacífico com temperaturas abaixo da média, facilitando o deslocamento da ZCIT para o sul da região, faltando apenas um aumento da temperatura do Oceano Atlântico tropical para que tenhamos as condições 100% favoráveis.


No Sertão, a tendência é de que as chuvas continuem até o mês de abril, tendo como pico histórico o mês de março. Já na parte leste e no Brejo do estado, o período chuvoso ocorre a partir de abril, passando pelos meses de maio, junho, julho e agosto, período de atuação das Ondas de Leste - OL.

183 visualizações0 comentário