Buscar
  • @geografia_da_paraiba

Monumento arqueológico do Seridó Paraibano é redescoberto: população e pesquisadores comemoram

Equipes realizam trabalho de escavação na Pedra Lavrada, monumento arqueológico que deu nome ao município de Pedra Lavrada, no Seridó da Paraíba.


Equipe do trabalho de escavações na Pedra Lavrada. Créditos: Robson Isaelson.


Marco histórico para a arqueologia paraibana e brasileira, a Pedra de Retumba (ou a Pedra Lavrada) é um sítio arqueológico citado em diversos livros de arqueologia a nível nacional e até internacional ao longo de mais de 150 anos. Considerado o segundo sítio arqueológico mais importante da Paraíba, ficando atrás apenas da famosa Pedra do Ingá, a Pedra Lavrada estava soterrada há cerca de 50 anos.


Por se localizar às margens de um pequeno riacho da região, a pedra foi rapidamente assoreada devido a processos de exploração do solo do Seridó, principalmente devido a destruição da vegetação e da prática da mineração. Como o solo da região é rico em quartzo, material que não se consolida facilmente, o mesmo foi removido em uma velocidade alta, assoreando o riacho e cobrindo a Pedra Lavrada.


A Pedra Lavrada se situa à menos de um quilômetro da sede do município de mesmo nome. Sendo assim, a mesma serviu como referência para o nome do município de Pedra Lavrada, Seridó da Paraíba. A mesma, também é chamada de Pedra da Retumba, em homenagem ao engenheiro Francisco Retumba que no ano 1886 visitou o local e a desenhou, depois a Pedra foi soterrada e foi reencontrada nesta campanha arqueológica.


A redescoberta da Pedra Lavrada é um marco importantíssimo para a arqueologia brasileira e para a história paraibana, principalmente do Seridó do estado e do município de Pedra Lavrada. Dotada de inscrições rupestres milenares, muitas semelhantes à Pedra do Ingá, o local passará a servir para pesquisas que entenderá melhor a civilização humana, seus costumes primitivos e, também, imaginar histórias sobre de onde viemos e para onde vamos.


Texto de José Raony Borges, adaptado


Confira algumas fotos da ação, enviadas para a GeoPB.

Siga a gente no instagram: @geografia_da_paraiba


Fotos enviadas por Raony Borges.

324 visualizações0 comentário