Buscar
  • @geografia_da_paraiba

Lama dos rejeitos de Brumadinho pode atingir o São Francisco. Governo monitora.


Foto: Arquivo G1.


Na última sexta-feira, 25 de janeiro, houve um rompimento de uma barragem de rejeitos de minérios de ferro na cidade de Brumadinho, região Metropolitana de Belo Horizonte, Estado de Minas Gerais. A onda de lama se alastrou pela região, deixando centenas de vítimas em óbito.


Essa lama vem avançando pela bacia do rio Paraopeba, um dos principais afluentes do São Francisco. Embora existam várias barragens na região, o perigo dessa lama chegar ao São Francisco existe, o que pode contaminar as águas do principal corpo hídrico do Nordeste, comprometendo fauna, flora e a sociedade que depende do rio para sobreviver.


A principal barragem que pode conter o avanço dos resíduos é a Hidrelétrica Retiro de Baixo, localizada a 220 km do local do desastre. A lama poderá começar a poluir a barragem nas próximas horas e, por isso, o serviço de geração de energia foi suspenso.


Esses rejeitos podem chegar até a Paraíba, por meio da água proveniente da transposição do São Francisco, e passarem a fazer parte do cotidiano de cidades como Campina Grande, que depende da água do Açude Epitácio Pessoa.

62 visualizações0 comentário